Você já reparou?

Continuando com a minha série de posts questionando a maneira em que fazemos sites (veja o meu post anterior Repensando o “acima da rolagem”), hoje tenho uma nova pergunta para você.

Você já reparou quantos sites hoje informam aos usuários que eles precisam rolar para baixo para ver mais informações?

Aqui separei alguns para você ver:

GoBank

https://www.gobank.com/

Spendee

http://www.spendeeapp.com/

The Future of Airlines

http://www.f-i.com/fi/airlines/

Continuar lendo

Anúncios

Flick scroll: um gesto diferente para descer a rolagem da página

Já deve ter acontecido com você: ao deslizar o dedo em uma tela touch para rolar o conteúdo da página, é comum que algumas vezes você perca o timing e desça a rolagem mais do que gostaria de descer.

Algumas interfaces tentam solucionar isso adicionando um botão de “Page Up / Page Down”, para que o conteúdo da página ande exatamente uma rolagem. Mas isso pode fazer com que imagens fiquem cortadas ao meio no espaço que você tem para visualizar o conteúdo.

Daí que o Simurai, um Designer de Interação que mora e trabalha em Amsterdam, resolveu criar uma solução para isso.

Flick scroll

Um swipe longo para deixar a página rolar livremente até ir parando aos poucos.

Um swipe curto (o tal do flick scroll) para descer a rolagem exatamente até o ponto que você determinou.

O vídeo abaixo mostra como isso funciona:

Ainda é só um protótipo e o código está sendo ajustado para otimizar a diferença entre um swipe curto e um swipe longo.

Aqui tem um demo e aqui tem outro.

O mito da rolagem

Quem nunca tentou espremer o conteúdo ao máximo para que ele ficasse acima da linha de rolagem que atire a primeira pedra. E quem nunca refez uma diagramação quando descobriu que era impossível evitar o inevitável scroll? Também não devem ter sido poucas as vezes em que foi preciso justificar para o cliente o uso da malfadada rolagem.

O estudo feito pela ClickTale com 120 mil páginas da web entre novembro e dezembro de 2006 traz algumas justificativas e respostas para que seus sites não fiquem limitados a uma determinada resolução. Importante destacar que a pesquisa incide apenas sobre a rolagem vertical. Seguem alguns números, como o cliente gosta:

  • 96% das páginas da web possuem rolagem
  • 76% dos usuários que encontram páginas com rolagem fazem uso da mesma, pelo menos pelas 2 ou 3 páginas abaixo da resolução
  • 23% dos usuários costumam fazer a rolagem até o final, independente do tamanho da página

O estudo ainda faz algumas recomendações:

Não tente espremer a página para deixá-la mais compacta. O benefício para os visitantes é mínimo. Caso a página tenha scroll, a maioria irá usá-lo

Já que a rolagem é um mal necessário, invista em um layout que facilite o escaneamento das áreas mais baixas da página (essa também é uma dica de outro estudo, o Eye Track III)

MAIS SOBRE O TEMA

Unfolding the fold
Blasting the mith of the fold
The fold is an unecessary limitation

Agora é navegar e rolar (não resisti ao trocadilho)!

Dica do Propaganda Interativa